Na soldagem oxi-combustível é possível utilizar duas técnicas diferentes com relação ao sentido de deslocamento do maçarico, para a direita ou para a esquerda.

SOLDAGEM À ESQUERDA


A soldagem à frente, ou à esquerda, consiste em aplicar a chama seguindo a vareta de solda, com referência ao sentido em que se desenvolve a costura. Sendo o maçarico seguro com a mão direita e a vareta com a mão esquerda, desenvolve-se o cordão da direita para a esquerda, a vareta precede a chama e fica à esquerda do cordão, de onde vem o nome de soldagem à esquerda.

SOLDAGEM À DIREITA


A soldagem em recuo, ou à direita, consiste em aplicar a vareta de solda seguindo a chama, com referência ao sentido em que se desenvolve a costura. Sendo o maçarico seguro com a mão direita e a vareta com a mão esquerda, desenvolve-se o cordão da esquerda para a direita, a vareta sucede a chama e fica à direita do cordão, de onde vem o nome de soldagem à direita.

O método de soldagem à esquerda é o mais utilizado, especialmente na soldagem de chapas de 2, 5 a 6,35 mm de espessura.

Em ambos os casos, o bico do maçarico deve fazer um ângulo, que varia de 45 a 50º em relação à chapa, e a vareta de solda deve ser segura em um ângulo de 40º. O ângulo formado entre a vareta de solda e o bico do maçarico deve ser de, aproximadamente, 90º.

Em soldagem oxi-combustível deve-se dar preferência às soldas na posição plana, pois assim diminui-se os efeitos do escorrimento de material líquido. Assim, no momento do desenvolvimento dos dispositivos de soldagem e de fixação da peça, os projetistas devem levar em consideração o acesso à junção a ser soldada, técnicas de soldagem e posição da peça, a fim de conseguir os melhores resultados possíveis.